E-mail Facebook Twitter

Projeto Hospitais Saudáveis

Notícias

Argentina é o primeiro país a incluir a descarbonização do setor saúde em seu compromisso climático global


O país deu o exemplo ao incluir a redução de emissão de gases do efeito estufa (GEE) do setor saúde em sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC) para o Acordo de Paris sobre mudança climática, reforçando o comprometimento com a ambição de limitar o aumento da temperatura global a 1,5°C até o final do século.
 
Recentemente, um relatório climático da ONU sinalizou que os novos compromissos dos governos com o NDC estão muito aquém da ambição do Acordo de Paris. Segundo a Health Care Without Harm (HCHW), o setor saúde representa 4,4% das emissões globais. Se o setor global de saúde fosse um país, seria o quinto maior poluidor do clima do planeta. As notícias da Argentina mostram como o setor de saúde pode contribuir com a ação climática.
 
Enquanto outros países identificam medidas de adaptação e resiliência ao clima centradas na saúde, a NDC da Argentina vai além e estabelece a saúde como uma questão transversal e central para abordar as mudanças climáticas no país, apontando as ações do setor como prioritárias para a implementação de sua NDC.

 
O Projeto Hospitais Saudáveis apoia o setor de saúde brasileiro para redução da sua emissão de GEE por meio do Desafio a Saúde Pelo Clima. Os profissionais e as organizações de saúde podem – e devem – assumir papel destacado, inspirando pelo exemplo a construção de uma economia de baixo carbono e liderando o debate nacional acerca dos principais temas da saúde ambiental. Conte com a gente para implementar esta agenda.