E-mail Facebook Twitter

Projeto Hospitais Saudáveis

Desafio Energia



Projeto Hospitais Saudáveis

PERGUNTAS FREQUENTES:
 
1. Como tratar unidades satélite no Desafio Energia?
 
Em primeiro lugar, é importante definir o que é uma unidade satélite. Esta é uma unidade que não se encontra fisicamente ligada à chamada unidade mãe (ou principal) e que guarda algum tipo de relação operacional direta ou indireta em relação à unidade mãe. Por exemplo, caso o hospital ou unidade de saúde tenha um anexo administrativo ou de apoio (para atividades de zeladoria, manutenção, vestiários, refeitórios etc) ou mesmo um anexo com fins de atenção à saúde (como um ambulatório, centro de diagnósticos etc), estes seriam exemplos de unidade satélites.

Para decidir se estas unidades devem ou não ser cadastradas no Desafio Energia é necessário atentar para 3 pontos conforme discutido no ponto 3 da Nota Técnica DE-0.2021 do Desafio Energia, sendo eles:
 
a) Se a unidade satélite possui o mesmo CNPJ, possui um CNPJ pertencente ao grupo ou o CNPJ de uma empresa contratada terceirizada do participante; e
 
b) Se as atividades realizadas na unidade podem ser caracterizadas como "assistência à saúde" (e.g.: centros de diagnósticos, clínicas etc) ou atividades que a gestão considera como indispensáveis para a operação da unidade mãe (atividades de apoio como refeitórios, vestiários e/ou administrativas); e
 
c) Se o consumo dessa(s) unidade(s) equivale(m) (juntas) a mais do que 5% do consumo da "unidade mãe" (ou unidade principal)
 
Há detalhes adicionais sobre o cadastro de unidades satélite que devem ser vistos em detalhes no ponto 3 da Nota Técnica DE-0.2021.
 
2. No caso da inclusão de unidades satélite no preenchimento das faturas de energia, é preciso cadastrar seus equipamentos também?
 
Sim. É muito importante para a coerência da análise que haja uma correspondência entre os consumos reportados nas faturas e os equipamentos cadastrados. Sendo assim, caso uma unidade satélite cumpra todos os requisitos para sua inserção no desafio, é necessário que seus equipamentos também sejam cadastrados. Para mais informações do cadastro de equipamentos de unidades satélite ver o ANEXO I da Nota Técnica DE-0.2021.
 
3. É necessário cadastrar todos os sistemas e subsistemas de equipamentos que compõem as centrais de climatização e refrigeração?
 
Não. Conforme evidenciado no ponto 2 da Nota Técnica DE-0.2021 e na Nota Técnica DE-1.2021, os equipamentos centrais de refrigeração e climatização tem um tratamento simplificado no Desafio Energia. Sendo assim, não é necessário cadastrar nenhum equipamento, sistema ou subsistema referente à climatização e refrigeração central para além do que está sendo pedido na planilha de apoio do Desafio Energia. Sendo assim, não é necessária a especificação detalhada de bombas, condensadores, torres de resfriamentos, válvulas, tubulações, fancoils (fancoletes), grelhas de distribuição de ar nem nenhum outro tipo de equipamento para além do que está sendo pedido explicitamente na planilha.
 
4. Como preencher os dados de consumo no caso da migração entre o mercado regulado e o mercado livre no ano do reporte de dados?

Neste caso, para a fatura em questão na qual houve a migração, deve-se separá-la em duas faturas. A Fatura X corresponderá ao período num certo mercado (ex: mercado regulado) e a Fatura X+1, corresponderá ao período após a migração para o outro mercado (ex: mercado livre). Mais informações sobre o preenchimento dos consumos em anos de transição estão presentes no ponto 1 da Nota Técnica DE-0.2021.
 
5. Na minha unidade há um número muito grande de equipamentos de climatização unitária. Eu devo especificar todos?
 
Sim, porém há estratégias para diminuir o trabalho. Claro que caso os dados de cada equipamento de climatização unitária já estejamm organizados seja por conta do PMOC ou por uma gestão de ativos já implementada, é possível e desejável fazer o preenchimento de cada equipamento individualmente. Caso este não seja o caso, há duas estratégias a primeira é o cadastro de equipamentos via a formação de grupos de equipamentos semelhantes. As características homogêneas de um grupo devem ser a faixa de idade, a capacidade térmica unitária, o tipo (equipamento de janela ou splits) e a família de fluídos refrigerantes (mais detalhes sobre a formação dos grupos estão no Guia do Desafio Energia no item 5.4). Caso, ainda assim, o número de equipamentos dentro de um grupo seja muito grande, é possível trabalhar com a amostragem para o levantamento dos dados médios, ou seja, dentro de um mesmo grupo homogêneo, é possível levantar dados apenas de uma amostra reduzida (mais detalhes sobre o levantamento via amostragem estão no Guia do Desafio Energia no item 5.4).
 
6. Eu tenho mais equipamentos ou faturas do que a planilha permite cadastrar. O que fazer?

Isto pode ocorrer caso sua unidade tenha, por exemplo, mais do que seis faturas, mais do que cinco geradores estacionários, mais do que cinco sistemas fotovoltaicos, dentre outros. Nestes casos, onde a planilha tem menos campos do que seria necessário para um hospital ou unidade de saúde específica, entre em contato com erickpelegia@hospitaissaudaveis.org para solicitar uma customização da planilha para adequar ao tamanho necessário dos campos de preenchimento.
 
7. Qual é a diferença entre refrigeração e climatização?
 
É importante diferenciar climatização de refrigeração. Climatização se refere ao controle climático de um ambiente por via artificial com objetivo de conforto térmico e/ou manutenção de parâmetros em faixas especificadas (temperatura, umidade, particulados, etc.). Vale ressaltar que em alguns ambientes do contexto hospitalar demandam um controle fino e diferenciado dos parâmetros de climatização em função, especialmente, da vulnerabilidade a que os ocupantes deste ambiente estão sujeitos; nestes cenários, caracteriza-se como uma climatização especial, por exemplo: salas de cirurgia, unidades de tratamento intensivo, etc. Já a refrigeração é voltada para a conservação de produtos e se dá através de equipamentos como refrigeradores, geladeiras, frigobares, freezers e no caso de equipamentos centrais, câmaras frias.
 
8. Como eu leio a minha fatura de energia elétrica?

Neste link você pode encontrar um guia com infromações detalhadas.